Lotéricos de São Paulo e Interior pedem liberação do jogo do bicho

Com a iminência do lançamento de uma plataforma online da Caixa, que irá permitir apostas online nos jogos da Loteria Federal, funcionários e donos das 13 mil lotéricas do país estão temerosos quanto ao futuro das casas de apostas. A alternativa diminuiria consideravelmente o volume de apostas nas casas lotéricas, estabelecimentos que empregam cerca de 200 mil pessoas atualmente e já enfrentam problemas para se custear.

Os donos de lotéricas estão preocupados com a perda de clientes. Hoje, os jogos só podem ser feitos na rede física de correspondentes espalhados pelo País. No novo modelo, poderão ser realizados até por smartphones. “É provável que uma parcela grande dos apostadores migre para a plataforma online e isso colocará em risco a rede de 13 mil lotéricas do País, que emprega cerca de 200 mil pessoas”, disse a diretora de comunicação da Associação dos Lotéricos de São Paulo e Interior, Adriana Domingues. Com a diminuição do volume de apostas, as lotéricas teriam que sobreviver com os boletos/contas pagos nos estabelecimentos, o que é impossível, considerando que os pagamentos via internet crescem cada vez mais.

Opinião

É inevitável e necessária uma digitalização dos serviços prestados pelas casas lotéricas. Além dos jogos já existentes na Loteria Federal, abra-se a possibilidade das apostas esportivas entrarem neste pacote, como acontece em Portugal. Para manter os empregos dos cerca de 200 mil funcionários das casas lotéricas, o jogo do bicho é uma boa opção. O Bicho emprega cerca de 300 mil pessoas informalmente, e recebe 20 milhões de apostas todos os dias. Além de regularizar empregos, esta opção iria gerar arrecadação com impostos e terminaria com o jogo clandestino. “O melhor cenário seria que o Congresso aprovasse também a liberação de outros jogos de apostas, como o jogo do bicho, porque poderíamos ampliar a oferta de produtos em um mesmo local, mantendo assim mais apostadores na nossa base de clientes”, disse Adriana.

O que você acha dessa opção? Deixe o seu comentário! Se você gosta de jogar online, não deixe de aproveitar nossa promoção exclusiva: clique aqui, abra a sua conta no site de jogos online Vera&John, e ganhe R$ 35 grátis para jogar a dinheiro!

Participantes de bingo desconfiam de fraude e queimam carros que seriam entregues como prêmio

Durante um bingo na noite do último domingo (16), três carros que seriam entregues como prêmio foram incendiados, após os participantes desconfiarem de uma fraude. Apesar da confusão, ninguém ficou ferido. O caso aconteceu em Feira de Santana, cidade a cerca de 100 quilômetros de Salvador, 

Segundo o delegado da cidade baiana, João Uzzum, os participantes do bingo desconfiaram de um dos vencedores, porque o homem não preencheu seu endereço na inscrição da competição. Revoltados, os participantes começaram a jogar pedras nos carros, e após incendiaram os veículos.  Os participantes foram até a 2ª Delegacia de Feira de Santana prestar queixa sobre o caso. Por enquanto ninguém foi preso, e o bingo será investigado no decorrer desta semana.

Além dos três carros, uma Frontier, uma S10 e em um Grand Siena, duas motos também seriam entregues como prêmio no bingo. O fogo foi controlado com ajuda de Bombeiros e da Polícia Militar (PM).

O caso é um ótimo exemplo para duas questões:

Apesar de não serem legais segundo o Governo, acontecem bingos todos os dias no Brasil, sejam eles beneficientes ou não.

A segunda questão é a necessidade de uma regulamentação do jogo. Dessa forma, os bingos serão devidamente fiscalizados por uma agência reguladora, e os jogadores terão mais segurança. A regulamentação também irá diminuir ou até mesmo acabar com o jogo clandestino.

Se você gosta de jogar bingo online, aproveite nossa promoção exclusiva: clique aqui e abra uma conta na Vera&John. Você ganhará R$ 35 grátis de boas vindas, para jogar online valendo dinheiro!