bingos clandestinos rio de janeiro

Proibidos, jogos eletrônicos e bingos clandestinos têm se multiplicado no Rio

Enquanto o Rio de Janeiro enfrenta grave crise na Segurança Pública, sob intervenção federal desde fevereiro, multiplicam-se as casas de bingo ilegal na capital carioca. Segundo o site O Dia, o número de denúncias de bingos clandestinos no Disque-Denúncia mais que dobraram no primeiro semestre de 2018.

Entre os meses de janeiro e julho foram quase 700 informes, contra 336 denúncias no primeiro semestre de 2017. Um aumento de 107%.

O Disque-Denúncia é uma ONG que há 20 anos auxilia a sociedade no combate ao crime, e uma das poucas fontes que alertam a sociedade sobre a grande incidência de casas de jogos clandestinas no Rio de Janeiro. O Instituto de Segurança Pública (ISP), autarquia que deveria investigar a atividade na cidade a fim de subsidiar as políticas de segurança, não informa dados sobre o assunto.

Por que existem os bingos clandestinos

Em 2004, durante o primeiro mandato de Lula como presidente, vazou uma fita em que o ex-subchefe da presidência, Waldomiro Diniz, pedia propina a um empresário de bingo para as campanhas eleitorais. A crise gerada no governo do petista o pressionou a abandonar um de seus planos, que era o de legalizar e regulamentar o bingo no Brasil.

Após a proibição do jogo, dezenas de casas de jogo tiveram que ser fechadas em todos o país, e milhares de pessoas ficaram desempregadas. Acontece que a proibição não inibiu todos aqueles que exploravam a atividade, e pior, abriu campo para que atividades criminosas fossem desenvolvidas.

Os bingos clandestinos não funcionam sob nenhuma regulamentação e tampouco são fiscalizados. Ou seja, há o risco que o jogo seja manipulado, principalmente quando se trata de máquinas caça-níqueis. Além disso, os jogadores podem ser colocados em locais de risco, em casas de jogo controladas por quadrilhas.

Por que a regulamentação do jogo seria benéfica para o país

Com a clandestinidade, o país deixa de arrecadar milhões de reais todos os anos. Então esse é um dos principais argumentos utilizados pelos defensores e políticos que lutam pela legalização e regulamentação do bingo. Atualmente há projetos com esse intuito na Câmara e no Senado.

Com a regulamentação, o Governo cobraria impostos das casas de jogo, com uma arrecadação esperada de até R$ 20 bilhões ao ano, se somada com outras modalidades de jogos de apostas. Outro benefício seria a criação de milhares de empregos e a regularização da situação de trabalhadores que hoje atuam nas casas de jogo clandestinas.

Enquanto o jogo não é legalizado no Brasil, você pode se divertir jogando online com R$ 60 grátis no site Playbonds. Acesse e confira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *